O uso de e-mail nas estratégias de marketing digital funciona e muito. O complicado, porém, está em como criar um e-mail marketing de sucesso. Existem diferentes opções, os itens que compõe o e-mail, os melhores horários para disparo, e muito mais. Por isso, separamos algumas dicas para que você consiga criar peças assertivas e agradáveis ao seu público.

Comece pelo objetivo

Por que você está enviando este e-mail? Não basta mandar só porque funciona. É preciso que faça sentido. Tenha em sua estratégia de marketing digital a frequência que os leads vão receber e-mails, os conteúdos que são interessantes para cada etapa do funil que ele se encontra e por aí vai. Então, o primeiro passo para criar um e-mail marketing é ter um objetivo e um planejamento.

Depois disso, é interessante entender que existem tipos de e-mail marketing para cada necessidade. Escolher um deles torna tudo mais fácil. Assim, você consegue procurar referências e definir a comunicação com mais facilidade. Veja abaixo quais são as possibilidades:

  • Newsletter: este é um e-mail para divulgar um conteúdo novo, seja post no blog ou material rico. Então, a dica é sobre a segmentação. Procure encaminhar este novo conteúdo apenas aos leads que que tenham interesse por ele.
  • Promocional: independentemente do mercado de atuação e se a sua empresa vende um produto ou um serviço, este tipo de e-mail é necessário. Isso porque ele pode divulgar o seu item de venda, explicar do que se trata, ou até informar sobre descontos e lançamentos.
  • Relacionamento: e-mail de boas vindas, após a primeira compra, no aniversário do cliente, datas comemorativas e todas essas possibilidades. Este tipo de conteúdo vai aproximar a marca do cliente.
  • Especial para clientes inativos: ao identificar que algum cliente não está voltando, talvez seja o momento de impacta-lo com um e-mail personalizado.

Como criar um e-mail marketing

Chegou a hora de pensar no conteúdo. Para isso, separei alguns dos itens que compõe um e-mail e como utilizá-los da melhor forma. Eles são:

  • Assunto: é a primeira coisa que a pessoa lê. O texto do assunto é o que vai motivar o lead abrir o e-mail ou não. Portanto, ele deve ser criativo e chamativo. Só não se esqueça de seguir a comunicação da empresa.
  • Banner inicial: coloque o título aí e aproveite esse espaço para fazer uma arte criativa e bonita. Contudo, é preciso cuidado para não ser tão pesado a ponto de não carregar rapidamente quando a pessoa abrir o e-mail.
  • Texto: o texto corrido deve ser claro, coeso e objetivo. As pessoas não disponibilizam mais de tanto tempo para ler e-mails. Portanto, seja breve, mas completo.
  • Imagens: você tem que sempre ser coerente com a comunicação da marca e consistente. Você pode usar imagens para passar a mensagem principal. O uso de GIFs é legal e chama a atenção. O cuidado é o mesmo do banner, o tempo de carregamento.
  • CTA: tenha sempre botões. Tudo pode ter link até aqui, mas o botão CTA é o que deve ser mais chamativo. Seja um “Leia em 2 minutos”, “Saiba mais”, “Compre agora”…. Cada e-mail, com seu objetivo, pode utilizar um Call to Action diferente.
  • Contatos: lembre-se sempre de assinar os seus e-mails. Além disso, coloque o link para o website da empresa e redes sociais para que o relacionamento continue.

Automação de e-mail marketing

A automação de marketing torna o trabalho e a gestão dos e-mails muito mais fácil. Com ela, você consegue impactar muito mais gente com mensagens personalizadas. Ou seja, você cria o conteúdo e programa na plataforma para quem ele será entregue e quando. Essa possibilidade aumenta muito a produtividade da equipe de marketing e garante uma comunicação assertiva com o público correto (no momento certo).